Grupa Galo

Mulher, Sociedade e Trabalho

Ainda hoje, a desigualdade, o desrespeito e a violência contra as mulheres são constantes e continuam crescendo em todas as sociedades a violência doméstica, o assédio moral e sexual, os salários desiguais, as oportunidades distintas, as jornadas duplas de trabalho, a conciliação do trabalho fora com os afazeres domésticos continuam sendo bandeiras de luta de tantas mulheres que fazem sua politização defendendo-se dessas violências e desigualdades dentro de seus lares e ambientes de trabalho.

Carta aberta a Diretoria do Galo

CARTA ABERTA AO CLUBE ATLÉTICO MINEIROILMO. SR. Presidente Sérgio Coelho Belo Horizonte, 16 de março de 2021.     Prezado Senhor Prezados Membros do Conselho Deliberativo   Agradecemos a oportunidade de dialogar com o Clube para apresentar o conteúdo deste documento, redigido originalmente em novembro de 2019. À época, reunimos, por orientação da diretoria, Leia mais…

Por que #CucaNão ?

Torce pro Galo e não está entendendo o movimento #cucanao ? Este texto é pra você. Contexto: Cuca foi condenado, junto a outros atletas do Grêmio, por violência sexual contra pessoa vulnerável, no caso, uma jovem de 13 anos. A condenação ocorreu em 1990, três anos após o ocorrido, que Leia mais…

Colorismo

Minha pele não é retinta. Tenho a cor da miscigenação brasileira. Isso quer dizer que há democracia racial no Brasil? O conceito do colorismo chama a atenção para os diferentes níveis de preconceito e marginalização sofridos pela população negra, dependendo de quão afrodescendente é sua aparência. Cor, cabelo, formato do nariz, da boca e outras características fenotípicas determinam como as pessoas negras são lidas socialmente.