Bica, bicudo

Especial Libertadores

1° FASE MÁGICA

por Carol Leandro para Grupa

Nossa estreia foi em uma quarta de cinzas e não podia ser em dia melhor, dia 13. A atmosfera na cidade era incrível, Belo Horizonte estava respirando a Libertadores e os atleticanos estavam 100% envolvidos e motivados.

13 de fevereiro de 2013, Estádio Independência, contra o multicampeão São Paulo. Abrimos o placar com gol de Jô em um dos lances mais míticos de todos os tempos. Com o jogo paralisado, Ronaldinho se aproximou de Ceni e pediu água e nenhum marcador o acompanhou, no reinicio da partida Marcos Rocha o viu sozinho e do meio de campo cobrou um lateral até a entrada da área e encontrou o craque que fez um cruzamento e encontrou o centroavante que abriu o placar.

O Indepa explodiu em euforia e alegria. Como detalhes dessa partida, ampliamos o placar e depois sofremos um gol. Final, 2×1 e o sentimento era de alívio e satisfação por uma estreia vitoriosa.

A fase de grupos seguiu e fomos para a Argentina para o nosso primeiro jogo fora de casa na competição e junto com os jogadores e comissão foram milhares de atleticanos, viajando para apoiar o Galo. Deu certo, Galo venceu por 5 x 2 com show de Bernard que fez três gols. De volta a BH vencemos o The Strongest por 2 x 1, os Bolivianos foram cascudos e de longe o adversário mais difícil dessa primeira fase. Chegou a hora de jogar na temida altitude e em jogo muito difícil vencemos por 2×1 novamente. O Tigres só voltaram a perder em casa pela Libertadores em abril de 2018, o que deixa essa vitória ainda maior.

Esses placares repetidos na primeira fase chegam a ser engraçados. Em casa, contra o Arsenal e valendo a classificação vencemos e adivinhem o placar? 5 x 2. Tivemos gols para todos os gostos, mas o do Ronaldinho foi uma das coisas mais lindas que já vi, uma cavada no ângulo. Com essa goleada estávamos classificados e donos da melhor campanha entre todos os times da competição. No jogo para cumprir tabela, perdemos para o São Paulo no Morumbi em um grande treinamento. Coincidência do destino, com a vitória o São Paulo se classificou e era nosso adversário nas oitavas de final. Na saída de campo Ronaldinho deu uma polêmica entrevista, dizendo que estava ali para se divertir e que era apenas um treino. Essa declaração deixou alguns São Paulinos nervosos, entre eles o goleiro da água.

Comente com o Facebook

Leave a Reply